CENA HÍBRIDA QUA14JUN COM JAIRO KLEIN

CENA HÍBRIDA com ADRIANA LAMPERT quartas 21h na DFM!

Nesta quarta, dia 14, o ator Jairo Klein esteve na DFM para falar de sua participação no espetáculo-sarau-musical In Cantus de Hilda Hilst, que vai rolar nos dias 23 e 30 de junho, no Von Teese – High Tea & Cocktail Bar (Rua Bento Figueiredo, 32), a partir das 20h. O trabalho oferece um panorama da obra poética de Hilda Hilst, mesclando a poesia de diferentes obras da autora com trechos de entrevistas e poemas musicados executados ao vivo.

O recital poético musical é dirigido por Eduardo Kraemer, e conta com a atriz Arlete Cunha no papel de Hilda, acompanhada da banda Dionysu´s, com direção musical de Diego Schütz e Cecé Pereira. Além de Klein, que irá interpretar o poeta Fernando Pessoa, também participa do espetáculo a cantora e atriz Valeria Houston, que interpretará os poemas de Hilda, inspirados no disco “Ode descontínuo para flauta e oboé” de Zeca Baleiro.

A atriz Arlete Cunha interpreta Hilda Hilst (Foto: divulgação/ Von Teese)

É bom lembrar que Hilda Hilst é uma das vozes fundamentais da paisagem literária brasileira e de língua portuguesa do século XX. Ela escreveu mais de 40 obras em verso, dramaturgia e prosa, publicadas entre 1950 e 2000, Falecida em 2004 foi uma poeta lúcida, culta, consciente de suas ações e palavras. Um fenômeno que vale ser lembrado e conhecido por quem ainda não conheceu. O encontro de Hilda Hilst com Fernando Pessoa faz todo o sentido, uma vez que os dois autores têm uma ligação: a prosa narrativa da escritora brasileira se comunica com a concepção de teatro do poeta português.

Klein tem know how de 30 anos na pele de Fernando Pessoa e seus heterônimos mais conhecidos: Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos. O ator dá voz a esses personagens através de uma dramaturgia visceral que surgiu após uma pesquisa e performance ao longo de décadas. E esta edição do Cena Híbrida abordou também um pouco do universo do poeta português. Jairo Klein, apaixonado pelo autor, até recitou versos. Vale a pena conferir o podcast da entrevista!

Fragmento do Espetáculo Teatral Eu, Pessoa os Outros Eus (Filmagem-edição: Ana Albuquerque)

Ainda que não esteja em cartaz atualmente, o ator nos contou um pouco sobre o monólogo Eu, Pessoa e Outros Eus, onde em um espaço cênico intimista e dividido em três planos (da realidade, da ilusão e o da memória), transporta o público para uma dimensão visceral, questionadora e múltipla, traduzindo o seu conteúdo próprio e as variações de Pessoa e seus Outros Eus.

Jairo Klein interpreta Fernando Pessoa e alguns de seus heterônimos (Foto: Eduardo Kraemer)

O solo com Jairo Klein tem como objetivo resgatar os questionamentos da vida, do amor, dos sonhos, e a visão futurista, através da poesia de um dos expoentes da literatura Universal do século XX. Por ser esse um momento de grandes contrastes e transformações em todos os níveis, a poesia e sua função social, como  registro fundamental de uma época, se faz mais que urgente.  E Klein mantém viva a arte do poeta português, levando sua obra a feiras de livro, eventos culturais, escolas, e até festas particulares.

Aqueles que quiserem contratar o espetáculo podem entrar em contato direto com o ator, através do telefone: 51- 996463880.

 

Teaser do Espetáculo de dança-teatro Teresinhas.

E antes da gente receber o Jairo, eu rodei uma entrevista gravada com o dançarino, coreógrafo e diretor Paulo Guimarães, que vai reestrear o espetáculo de dança-teatro Teresinhas, do Grupo Meme, em curta temporada (dias 23, 24 e 25 de junho) no Teatro do centro Histórico-Cultural Santa Casa.  A montagem que circulou o Brasil de Norte a Sul aborda o universo feminino com poesia, beleza e reflexão.  O norte do espetáculo é um assunto em constante discussão  nos dias de hoje: a mulher, seu papel na sociedade, igualdade de gêneros, e seu empoderamento.

Inspirada em Vinícius de Moraes, artista que, na visão do diretor, soube captar como poucos, a essência feminina, a montagem de 2008 traz o testemunho da mãe do diretor, Teresinha Machado Guimarães e, a partir dessa linha do tempo, vais se descortinando a história de uma mulher nas diferentes etapas de sua vida. Bailarinas de idades diversas interpretam essa personagem e dão a ela diferentes faces.

O espetáculo recebeu indicações ao Prêmio Açorianos de Dança – melhor figurino e melhor trilha sonora. A música Linha, composta por Tiago Rinaldi para o espetáculo foi vencedora do 11º Festival de Música de Porto Alegre, e também recebeu o prêmio de melhor letra. Parte da trilha sonora é executada em tempo real pelo músico, criando uma atmosfera de intimidade e delicadeza. Nesta temporada, o espetáculo ocorre  na sexta e  no sábado, às 20h  e domingo,  às 19h. Os ingressos estão sendo vendido antecipadamente a R$ 40,00  (incluindo meia-entrada conforme a legislação) no MEME Santo de Casa  (Fone: 30192595 ou e-mail centromeme@centromeme.com.br). Ingressos na hora, no local: R$ 50,00 (e R$ 25 para classe artística, estudantes e pessoal da terceira idade). Garante o teu!

 

 

APOIO:

Leave a reply

Web by: DELTA