O Abrir de Pedro Cassel

Texto por Bruno Barros

Fotos: Vitoria Tadiello

O Pedro é um poeta que vive em Porto Alegre. Legal de acompanhar. A pessoa dele me chegou pela pessoa do João Pedro Cé em abril deste ano.
Ainda não o conhecia e ele não se apresentou como poeta ou cantor. Trocamos boa ideia e nas citações de referências chegamos ao supra Gui Amabis. Foi o suficiente para eu perguntar ao João, em outro momento, quem(?) era aquele cara que ouvia boa música.

Passei a acompanhar lo e soube que, o Pedro trabalha na produção da sua primeira obra. As letras dele são postas na experimentação da guitarra do João e do baixo de Eduardo Lara. O Pedro ainda toca violão em algumas canções. E os três fazem valer. É o suficiente.
Ele realizou a segunda mostra desta composição. O show Abrir foi apresentado na sala Cérebro (da Cia Espaço em Branco) na Usina do Gasômetro nos dias 22 e 23 últimos à noite. Tive a sorte de me fazer presente nesta vez, já que na primeira temporada não estava na cidade. Confesso a expectativa pois de longe ouvi e li os comentários da estreia também lotada e com sessão extra. Não me decepcionei.
Na sexta feira(22) ao rumar da Cidade Baixa para o Gasômetro com o bom sentimento de estreia(a minha com ele) optei ouvir algo que sugerisse abertura. Escolhi este set finíssimo b2b do Cid Rim e The Clounious para o Boiler Room.


A abertura mostra Pedro Cassel entregue de modo intenso. Assim como Amabis, ele lida bem com as palavras e valoriza o silêncio. O repertório apresenta composições próprias e algumas releituras. A música surge cheia de camadas deixadas pelo João e o Eduardo. Ambos ali, entregues.

O Abrir de Pedro Cassel.

Dois poemas de poetas curitibanos foram musicados. Um de Leminski e outro de Marilia Kubota – este em parceria com Eduardo Lara. Pedro explica que, ainda sem autorização, estes poemas podem não mais aparecer em uma nova abertura. Das releituras uma música de Marina Wisnik além do bis, a arrebatadora Amor Imenso de Thalma de Freitas e Iara Rennó.
Ciente da entrega dos músicos que o acompanham, Pedro os reverencia entregando a satisfação em contar com estes. A plateia ciente, também esteve entregue. Silêncio, atenção e respeito. Abriu.

1 comment

Leave a reply

Web by: DELTA